terça-feira, 10 de dezembro de 2013

BRIDGET JONES: LOUCA PELO GAROTO

Logo que foi lançado, O diário de Bridget Jonesconquistou uma legião de fãs e se tornou a voz de toda uma geração de mulheres modernas, de trinta e poucos anos, divididas entre a esperança de encontrar o verdadeiro amor e as frustrações dessa busca. Mulheres que, como Bridget, precisam se desdobrar entre as realizações profissionais e os cômicos percalços que mancham seu currículo, entre as exaustivas demandas familiares e as farras com amigos, entre os cuidados com a silhueta e o prazer de devorar cinco barras de chocolate antes do café da manhã.
Catorze anos após o último livro, Bridget Jones: No limite da razão, nossa heroína retoma seu diário abandonado e mostra que continua a mesma, e ainda mais viva - e ativa - do que nunca. O tempo se encarregou de trazer à sua vida outros dramas e dilemas, mas não levou embora seu jeito estabanado e a personalidade luminosa sem a qual ela não poderia enfrentar os momentos comoventes que a aguardam. Além de não descuidar da balança e manter-se longe dos cigarros, agora ela também precisa se preocupar com sites de relacionamentos, o número de seguidores no Twitter e os perigos de trocar mensagens de texto depois de algumas taças de vinho.

Ainda às voltas com os amores, Bridget tropeça em novas confusões e tenta em vão se esquivar das gafes que ajudaram a consagrá-la como uma das personagens mais divertidas da literatura feminina contemporânea, enquanto figuras antigas e recentes desfilam por sua vida - sobretudo um garoto misterioso que vem para balançar seriamente suas certezas.

Bridget Jones: Louca pelo garoto traz um desfecho inesperado para a história que já conhecemos, sem deixar de abrir portas a outras aventuras. Leitura obrigatória para qualquer mulher de hoje, o romance é um retrato fiel e bem-humorado das tribulações ao mesmo tempo trágicas e risíveis que compõem nosso dia a dia.

HELEN FIELDING
É autora de O diário de Bridget Jones, considerado pelo jornal britânico The Guardianum dos dez romances que melhor definem o século XX, e de Bridget Jones: No limite da razão. Também colaborou com o roteiro das adaptações de seus livros para o cinema. Bridget Jones: Louca pelo garoto é seu quinto romance. Helen Fielding tem dois filhos e vive entre Londres e Los Angeles.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

"MENINO DE OURO"

Menino de ouro 

Abigail Tarttelin



A família de Max não permitiria nenhum desvio na imagem perfeita que havia construído. Karen, a mãe, é uma advogada renomada, determinada a manter a fachada de boa mãe, esposa e profissional. Steve, o pai, é o exemplo do chefe de família presente em sua comunidade, favorito a um importante cargo público. O ponto fora da curva é Daniel, o caçula, que, para os padrões da família Walker, é “estranho”: não é carinhoso, inteligente ou perfeito como Max.


Melhor aluno da escola, capitão do time de futebol, atlético, simpático, sucesso entre as garotas: Max, o primogênito, é o menino de ouro. Ninguém poderia dizer que sua vida não é perfeitamente normal. Ninguém poderia dizer que Max esconde um segredo. Ele é diferente, especial. Max é intersexual: nasceu com os dois conjuntos de cromossomos, XX e XY e, portanto, é menino e menina. Ou nenhum dos dois.

É a partir do olhar de cada pessoa que orbita a vida de Max que a autora Abigail Tarttelin compõe a sua narrativa emMenino de Ouro. Cada uma das personagens esboça seu dia a dia, suas inseguranças e conquistas, e, principalmente, seu relacionamento com Max.

Apesar da dimensão de seu segredo, Max parece à vontade com sua vida. Seus questionamentos sobre sexo, relacionamentos e até sobre rejeição são tantos quanto um adolescente de 15 anos poderia ter. O cenário muda drasticamente quando Hunter, seu melhor amigo desde a infância, volta do passado e abusa de sua confiança da pior maneira que poderia.

Max se vê forçado a explorar seu segredo radicalmente, e percebe que muito mais foi escondido desde o seu nascimento. Por que sua família nunca conversou sobre suas opções? Quais eram elas? Como seria seu futuro? Como os outros lidariam com ele agora: seus amigos, seus parentes... Sua namorada? Quem é Max, realmente?

Título: Menino de ouro
Autor: Abigail Tarttelin
Gênero: Romance
Tradutor: Cecilia Giannetti
Páginas: 384
Formato: 16 x 23 cm
ISBN: 978-85-250-5501-9
Preço sugerido: R$ 39,90

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

MESTRES DO RENASCIMENTO - OBRAS PRIMAS ITALIANAS (CCBB BRASILIA)

LEDA E O CISNE - LEONARDO DA VINCI

A exposição conta com cinquenta e sete obras maravilhosas. O Renascimento Italiano foi um período de grandes mudanças e conquistas culturais que ocorreram na Europa, entre o século XIV e o século XVI. O CCBB trouxe até nós artistas como Leonardo Da Vinci, Rafael Sanzio, Sandro Botticelli, Michelangelo, Donatello, Girolamo da Capri, Correggio e outros.

A exposição esta realmente muito bonita. Enquanto andava pela galeria e observava minuciosamente cada obra, fui percebendo a grandiosidade com que estes podem ser considerados nos tempos atuais. Naquela época eles não tinham a mesma facilidade que temos hoje para conseguirmos materiais que tanto precisavam. Não é de se estranhar que estes homens sejam considerados cientistas das artes. Alquimistas por assim dizer.

O evento teve grande repercussão no período em que esteve em São Paulo, com 317 mil visitantes em 79 dias. 

Fiquei encantado com LEDA E O CISNE; o JOÃO BATISTA de DONATELLO é de tirar o folego de tão expressivo que é; a ANUNCIAÇÃO de BOTTICELLI com seus pequenos detalhes revelam a complexidade de um gênio. Esta é uma exposição para ser apreciada mais de uma vez. Um evento para estar com amigos, família, alunos, namorados, com os pais ou até mesmo sozinho. Poucas vezes teremos a chance de ver um acervo sobre o Renascimento deste nível.

Lá vocês poderão apreciar:

SÃO JOÃO BATISTA - DONATELLO
CABEÇA DA VIRGEM - RAFAEL SANZIO
CRISTO - RAFAEL SANZIO
SAN GIOVANNI - MARCO DOGGIONO
ANUNCIAÇÃO -SANDRO BOTTICELLI
HOMEM COM FLAUTA - GIROLAMO DA BRESCIA

DE 12 DE OUTUBRO DE 2013 A 5 DE JANEIRO DE 2014
DE TERÇA A DOMINGO, DE 9:00 ÀS 21:00
INFORMAÇÕES: 61 3108 7600
ENTRADA FRANCA

quarta-feira, 31 de julho de 2013

GDF anuncia reforma no PARQUE DA CIDADE


Foi anunciado esta semana uma reforma no Parque da Cidade Sarah Kubitschek. Uma obra que esta com custo estimado de R$25 milhões, com previsão de conclusão para 2014. Dentre as reformas estão a pista de caminhada, a Praça das Fontes, o Parque Ana Lídia e o Castelinho. Ao todo serão oito pontos reformados. Está previsto também a criação de um circuito acessível a pessoas com deficiência feito com piso tátil, assim como brinquedos adaptados. Esta ideia considero genial e esperada por muitas pessoas.

O parque esta precisando muito desta reforma. Os frequentadores do local e que tanto o amam sabem muito bem do que estou falando. Que possamos acompanhar estas obras e atestar que este investimento é o investimento real. 

A revitalização do Parque da Cidade em números
Item
Valor (R$ milhões)
Previsão de Início
Previsão de Conclusão
1. Pista de Caminhada
5
Nov/13
Fev/14
2. Acesso à 912 Sul
1,8
Out/13
Dez/13
3. Reforma dos Alambrados
1,6
Out/13
Dez/13
4. Praça das Fontes
11
*
Jun/14 ***
5. Parque Ana Lídia **
1,8

6. Parque Castelinho **
1,8

7. Parque Infantil (área 1) **
1

8. Parque Infantil (área 2) **
1

TOTAL
25

* Projeto existente em análise para possível complementação e atualização.
** Projetos em elaboração. Os valores serão alterados com a conclusão dos orçamentos dos projetos prevista para agosto/13.
*** Prazo esperado.


INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASILIA GDF

segunda-feira, 22 de julho de 2013

OBRAS DE ARTE RECRIADAS COM LEGO

É melhor não olhar muito de perto a versão de "O Grito", de Edvard Munch, exibida na exposição "The Art of the Brick", na Discovery Times Square em Nova York. Se você chegar perto demais, vai notar que a cabeça foi feita com peças brancas e bege de Lego, com suas pontinhas aparecendo.

A "Mona Lisa" de Leonardo da Vinci, exposta logo ao lado, tem uma superfície mais suave, feita de 4.573 "blocos", mas não há como confundi-la com o original.

O criador do retrato, Nathan Sawaya, está muito satisfeito com o resultado. Ele fez uma releitura "legoística" de obras de arte, assim como construções originais com o material. A exposição de seu trabalho já passou por outras cidades e países.

Tudo foi feito com peças de Lego, usando apenas as cores que a empresa dinamarquesa vende normalmente. O mais importante é que dá para ver que são peças de Lego. Sawaya destaca com orgulho que "uma foto embaçada da réplica feita de blocos poderia ser facilmente confundida com uma fotografia embaçada da 'Mona Lisa' original".

Essa confusão seria menos provável em a "Moça com o Brinco de Pérola", de Vermeer, (1.694 peças) --o ornamento da pintura foi feito com uma esfera de peças de Lego transparentes-- e impossível com a versão em miniatura da Grande Esfinge de Giza (2.604 peças).

Porém, a semelhança com fotos desfocadas é importante, quando percebemos que estamos em uma exposição feita a partir de peças de Lego.

Na verdade, é difícil passar pela versão de "O Pensador", de Rodin (4.332 peças), ou ver "Blue Guy Sitting" (21.054 peças), uma figura em tamanho real criada por Sawaya, sem admirar a ambição e a habilidade do artista. Em "O Pensador", as peças criam um emaranhado de relações no rosto, no braço dobrado e no punho fechado. Em "Blue Guy Sitting", vemos que os blocos moldaram a personificação do contentamento relaxado.

Algumas das construções chamam a atenção por outras razões. O dinossauro (80.020 peças) impressiona pela proporção, ocupando uma galeria inteira. São peças de plástico unidas até se parecerem com os fragmentos quebrados de ossos fossilizados. E a figura moai da ilha de Páscoa (75.450 peças) é tão grande que nem é preciso embaçar a vista para imaginar as curvas da escultura original a partir da construção pixelada.

Nem tudo dá certo: a versão de "Caminhante Sobre o Mar de Névoa", de Caspar David Friedrich (3.002 peças), feita por Sawaya ficou longe "da sensação de reverência causada pela vastidão da imagem" presente no original, segundo a descrição escrita pelo artista. Algumas das obras e comentários de Sawaya possuem uma simplicidade de cartão de aniversário:
"Sonhos são construídos", afirma o texto de uma das paredes, "uma pecinha de cada vez".
Porém, apesar de alguns exemplos embaraçosos, sentimos um prazer muito específico ao ver essas construções. Elas têm algo a ver com o uso de blocos de brinquedo como meio artístico, mas também com o caráter das próprias peças de Lego.

A jovialidade de Sawaya é contagiante. As limitações são parte do interesse. Os blocos de Lego básicos são tão minimalistas que quase qualquer coisa feita a partir deles nos causa espanto.

A forma como Sawaya usa blocos retangulares mostra que não podemos nem mesmo contar com a suavidade das linhas. Assim, vemos que linhas contínuas são criadas a partir de elementos separados.

Suas construções praticamente refletem uma estética do início da era digital, razão pela qual essas obras feitas de peças de Lego podem ser vistas como imagens tão pixeladas quanto uma fotografia digital. Sawaya oferece uma aproximação lúdica da realidade, enquanto celebra o charme das peças de Lego.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO
EDWARD ROTHSTEIN
DO "NEW YORK TIMES"

quinta-feira, 18 de julho de 2013

"MINHA MÃE É UMA PEÇA"

Uma das comédias mais maravilhosas que vi nos últimos tempos. Impossível não ficar apaixonado por Dona Hermínia(Paulo Gustavo). Esta mulher de meia idade que vive para cuidar dos filhos. Agora crescidos, embora ela os trate como crianças. Aposentada, dona de casa e divorciada. Mas algo irá acontecer e fazer com que a vida desta mulher sofra uma reviravolta. 

Uma comédia cheia de personagens maravilhosos e situações embaraçosas e muito hilarias. Com certeza uma ótima pedida para relaxar e dar muitas gargalhadas.


Elenco: Ingrid Guimarães, Paulo Gustavo, Herson Capri...
Direção: Agustin Diaz Yanes
Texto: Paulo Gustavo
Gênero: Comédia
Duração: 1:25

domingo, 26 de maio de 2013

MAIS FORTE DO QUE NUNCA

SINOPSE :
Abner, arquiteto bem resolvido, 35 anos, bonito e forte, decide assumir a sua homossexualidade e a sua relação com Davi, seu companheiro. Mas ele não esperava que fosse encontrar contrariedades dentro de sua própria casa, principalmente por parte de seu pai, senhor Salvador, que o agride verbal e fisicamente.Os problemas familiares não param por aí. As duas irmãs de Abner enfrentarão inúmeros desafios. Rúbia, a mais nova, engravida de um homem casado e é expulsa de casa. Simone, até então bem casada, descobre nos primeiros meses de gestação que seu bebê é portador de Síndrome de Patau: o marido Samuel, despreparado e fraco, se afasta e arruma uma amante.Em meio a tantos acontecimentos, surge Janaína, mãe de Davi e Cristiano, que sempre orientou seus filhos na Doutrina Espírita. As duas famílias passam a ter amizade, Janaína orienta Rúbia e Simone, enquanto Cristiano começa a fazer o senhor Salvador raciocinar e vencer seu preconceito contra a homossexualidade.

POR ELIANA MACHADO COELHO
EDITORA LUMEN EDITORIAL
440 PÁGINAS



Eliana Machado Coelho
Nascida em São Paulo, na capital, no dia 9 de outubro, a médium Eliana Machado Coelho sempre esteve em contato com o Espiritismo desde a mais tenra idade. Quando pequena, a vidência já se manifestava pela presença de uma linda moça, traços muito delicados, aparentando cerca de vinte e cinco anos, de uma candura bela, um sorriso doce e envolta em uma aura quase violácea... Era o espírito Schellida, que já preparava a médium para o trabalho. Aos vinte anos, a vidência e a clariaudiência afloraram. Frequentando centro espírita filiado à Federação Espírita do Estado de São Paulo e à União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo, passou a desenvolver seu trabalho espiritual e a participar de diversos cursos, entre eles o de educação mediúnica. Conforme orientação de Schellida, em 1997 Eliana deixou de lado os calhamaços psicografados que serviram como treino e aperfeiçoamento da sintonia vibratória para começar sua verdadeira tarefa: a psicografia de livros. Hoje, casada, mãe de uma filha, Eliana Machado Coelho tem já diversos livros publicados e prossegue, com determinação e perseverança, a tarefa que lhe foi confiada pela Espiritualidade.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

BEAUVOIR APAIXONADA

O mundo todo conhece a lendária Simone de Beauvoir, uma das maiores intelectuais do século XX, figura de proa do feminismo e companheira de Jean-Paul Sartre. Mas o que sabemos sobre a mulher apaixonada e dividida que se escondia por trás do ícone?

Em 1947, em uma longa viagem aos Estados Unidos, Simone de Beauvoir conhece o escritor Nelson Algren, com quem vai se envolver no caso de amor mais intenso de sua vida. 

Com base nas obras dos envolvidos, em arquivos muitas vezes inéditos, fotografias, entrevistas e citações de pessoas próximas, Irène Frain reconta de maneira singular a história da paixão entre a personagem mais importante da liberação feminina e o bad boy da literatura americana, fazendo renascer a magia e a ilusão dos amores impossíveis – aqueles que não se esquecem jamais.

Beauvoir apaixonada causou alvoroço em seu lançamento na França, permanecendo por meses nas listas de mais vendidos do país. 

Uma grandiosa escritora, filosofa e feminista. Companheira de Sartre, um romance cheio de particularidades e curiosidades. Nada que me cause estranheza, visto que em seus livro O SEGUNDO SEXO, é possível entender um pouco mais sobre esta mulher incrível.



AUTORA: IRENE FRAIN
VERUS EDITORA

segunda-feira, 29 de abril de 2013

TOM JOBIM NA VOZ DE VANESSA DA MATA


O show faz parte do PROJETO NÍVEA que está percorrendo seis cidades. Show no qual ela interpreta obras do nosso incrível maestro Tom Jobim. Ela nos prestigiará com sua voz maravilhosa interpretando lindas canções, não tem como descrever esta experiência. Precisa conferir para entender tal emoção.

Um presente maravilhoso para os brasilienses que tanto merecem. Um presente para Brasilia que recentemente aniversariou. 
PARA O SHOW DE RECIFE
O show esta sendo muito elogiado pela critica e a imprensa também se rendeu ao espetáculo e todo talento que essa moça tem. Nas cidades que foram presenteadas o publico é só de elogios. Agora é só aguardar nossa vez de ir ao delírio. 

DIA 05 DE MAIO ÀS 16:30
PARQUE DA CIDADE
PRAÇA DAS FONTES - ASA SUL
ESTACIONAMENTO 9 - ACESSO 906/907
APRESENTAÇÃO GRATUITA 

sexta-feira, 19 de abril de 2013

BEASILIA - Uma cidade em festa na Esplanada

Comemoração do aniversário de Brasília contará com quatro palcos e 55 atrações musicais.
A Esplanada dos Ministérios será palco de uma enorme festa em comemoração ao 53º aniversário de Brasília neste fim de semana. Ao todo, 55 atrações nacionais e locais, entre elas Maria Gadú, Lenine, Marcelo D2, Emicida e Milton Nascimento, vão se revezar nos quatro palcos espalhados pela área central.

Para atender o público que participará da festa, os ônibus de todas as linhas com destino à rodoviária do Plano Piloto farão viagens extras até 1h de segunda-feira. O metrô também terá horário especial de funcionamento e estará aberto das 6h às 0h no sábado e de 7h às 1h no domingo.

De acordo com a Secretaria de Cultura, serão gastos R$ 2,6 milhões com a festa. A expectativa da pasta é de que pelo menos 50 mil pessoas assistam os shows em cada um dos dois dias de comemorações.

O palco principal, localizado no gramado central da Esplanada, prestará uma homenagem aos 25 anos da Rádio Cultura. Por ele, passarão amanhã as bandas Coisa Nossa e Fundo de Quintal, além do rapper Emicida, que subirá ao palco às 21h20 e receberá como convidada a brasiliense Ellen Oléria. Outra atração da noite será o cantor Marcelo D2, que se apresentará às 23h10. A banda Raimundos fecha a programação do dia.

Já no domingo, o palco principal receberá os shows de Maria Gadú, às 16h10, Lenine, às 21h50, e Hamilton de Holanda, que, às 18h, irá se apresentar ao lado de Milton Nascimento, Pedro Martins e da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional.

Um palco voltado para o público infantil também será montado e irá abrigar, das 10h às 18h, quatro atrações para a criançada.

Ao lado do Museu da República, será instalada a Tenda da Juventude, que receberá amanhã os shows de 16 artistas locais. Já no domingo, passarão pelo local os rappers MV Bill e Rapin Hood, que se apresentarão juntos às 20h, além de outras seis atrações.

O público religioso também terá espaço no evento. A cantora Aline Barros é a grande atração do palco Gospel, que ficará ao lado da Torre de TV. Ela se apresentará amanhã, às 20h.

Mais dois palcos serão montados fora da Esplanada. A programação completa da festa está disponível no site

A comemoração do 53º aniversário de Brasília também contará com um espetáculo de dezenove balões que irão se exibir no céu da Esplanada dos Ministérios durante a festa. Desde ontem, os balões estão posicionados no gramado central do local, onde ficarão até o dia 21, fazendo voos em dois períodos do dia: das 9h às 11h e das 16h às 18h.

Além de assistir ao colorido show aéreo, o público pode participar dele gratuitamente. Basta apenas se inscrever no local onde os balões estão estacionados.

Os balonistas estão na capital para participarem do 3º Campeonato Nacional de Balonismo.

O governo do Distrito Federal montou uma operação especial com mais de 600 homens para garantir a tranquilidade do público que vai comparecer à festa de aniversário de Brasília. Serão 469 policiais militares, 119 bombeiros e 12 policiais civis atuando nos principais pontos da celebração, além de 81 veículos, entre carros e motos, que serão usados para o patrulhamento da área.

O secretário de Segurança, Sandro Avelar, disse que o principal objetivo é impedir a ocorrência de crimes graves, como assassinatos e roubos de veículos. A operação que será executada no fim de semana é o mesma que foi usada durante o Carnaval deste ano, nos desfiles realizados ao lado do estádio Mané Garrincha, quando nenhuma ocorrência grave foi registrada.

As delegacias da Polícia Civil irão permanecer funcionando em regime de plantão, mas as delegacias especializadas, como a da Criança e do Adolescente e a da Mulher, funcionarão normalmente.

A secretaria garante, também, que o policiamento nas outras regiões administrativas não será reduzido por causa da festa e que haverá patrulhamento especial. mesmo nas cidades que não receberão eventos oficiais.

As festividades do 21 de abril serão abertas pela 7ª Maratona Brasília de Revezamento, corrida de rua que deve reunir quatro mil atletas. A corrida terá largada na Esplanada dos Ministérios, às 8h do domingo.

Ao todo, serão 42 quilômetros de percurso que compreende, além das vias N1 e S1, alguns trechos da L2 Sul e Norte, Setor de Clubes e Setor de Embaixadas. As equipes inscritas são formadas por dois, quatro ou oito atletas. Haverá ainda times de portadores de necessidades especiais que competem em categorias adaptadas.

Os vencedores da corrida ganharão prêmios como carros e motocicletas. 

GDF criará espaço para a juventude no aniversário da cidade

As atividades, que envolvem esportes radicais e grafite, serão desenvolvidas no Complexo Cultural da República.

BRASÍLIA (17/4/13) – O governo de Agnelo Queiroz promoverá atrações culturais, nos dias 20 e 21/4, na Praça Ibero-Americana da Juventude, a ser erguida no Complexo do Museu da República como parte das comemorações dos 53 anos da capital federal.

"Nós fizemos uma composição de tudo o que já tem no Distrito Federal, aquilo que a juventude pratica. Será criada uma grande arena para eles interagirem, reafirmarem, se organizarem mais ainda e fazerem uma grande festa", destacou o coordenador da Central Única das Favelas (Cufa), Max Maciel.

Por iniciativa da gestão Agnelo Queiroz, o evento terá atrações como pista de skate, quadra de basquete de rua, le parkour, pista de BMX – ciclismo com obstáculos –, bungee jumping, slackline - equilíbrio sobre cordas de nylon – e muro de escalada, entre outras atividades.

Para as crianças, será montada uma estrutura especial com tendas de circo e brinquedos infláveis. Além disso, grafiteiros poderão mostrar sua arte em tempo real. A programação começa às 10.00.

Para o rapper Gog, designado embaixador da praça, a iniciativa do GDF reforça a cultura da juventude brasiliense. "A capital ibero-americana mostra que Brasília realmente é um centro não só de decisões, mas também de ebulição no sentido da cultura para os jovens", comentou.

BRASÍLIA (18/4/13) - O Governo do Distrito Federal ampliou o horário de funcionamento do Metrô, nos próximos sábado e domingo (20 e 21/4), para que os brasilienses possam se deslocar com tranquilidade para assistir às comemorações dos 53 anos de Brasília. A tarifa custará R$ 2.


Confira a programação:
Sábado (20/4/13)
Horário: das 6.00 à meia-noite


Domingo (21/4/13)
Horário: das 7.00 à 1.00 do dia 22 de abril
*Das 7.00 à meia-noite, haverá embarque e desembarque em todas as estações. Da meia-noite à 1.00, do dia 22 haverá embarque apenas na Estação Central e desembarque em todas as estações.


terça-feira, 2 de abril de 2013

NASCIDO EM UM DIA AZUL -Por Dentro da Mente de um Autista Extraordinário

Daniel Tammet teve uma infância extremamente isolada, que ele preencheu com números. Estes não eram meras convenções, como as dos livros escolares de matemática, mas entidades quase oníricas, dotadas de cores, formas, texturas e movimentos. Devido a uma rara mistura neurológica de sentidos chamada sinestesia pelos cientistas, o 1 parecia-lhe, por exemplo, branco e brilhante. Outros números eram simplesmente tímidos. De qualquer forma constituíam-se nos melhores amigos de um garoto incomum, que somente aos 25 anos descobriu ter a síndrome de savant, mais especificamente a síndrome de Asperger, uma forma de autismo relativamente branda.

Apesar da intimidade com os números em geral, sobretudo os primos, justamente pelo isolamento destes em relação ao outros, Daniel teve de aprender a decodificar, por exemplo, as emoções. Os sentimentos escapavam ao seu raciocínio lógico. Assim, as outras crianças não pertenciam à sua solidão. Enquanto os irmãos corriam pelo parque, ele permanecia sentado no chão, fixado numa trilha de joaninhas ou nas microscópicas linhas da palma da mão. Quando bebê, não balançava o corpo como outros autistas, mas chorava, gritava e batia fortemente com a cabeça na parede. Sua forma de autismo era então desconhecida e por isso passou despercebida.

Nascido em um dia azul é o relato corajoso e otimista de um universo particular diferente, nem por isso aterrador ou sombrio. Pelo contrário, é descrito como um mundo lírico, povoado por imagens e cores. Ou por ficções: aos 11 anos, Daniel passava o tempo criando figuras históricas muito próprias, como presidentes e primeiros-ministros, com suas respectivas biografias. Embora admita ter de beber chá no mesmo horário todos os dias e ser compelido a outros tantos ritos repetitivos diariamente, o autor circula com desenvoltura entre os universos, o seu e o externo, contando essa aventura com agradável acento poético.

The New York Times 
"Alguma coisa na forma com que Daniel Tammet descreve o belo, doloroso e alucinatório processo de chegar às suas respostas ilumina as suas reflexões."

The Independent 
"Não é apenas sua prodigiosa inteligência que o diferencia, mas o fato de fazer articulações extraordinariamente incomuns e notáveis sobre o funcionamento da sua mente."

The Guardian 
"Ao contrário de autistas que podem desempenhar façanhas similares, Tammet pode descrever como as conquista (...) e os cientistas investigam como suas habilidades excepcionais seriam as chaves para desvendar os segredos do autismo."

ABC News 
"Podemos dizer que Daniel Tammet voltou do país do autismo, um lugar de difícil acesso tanto para os cientistas como para os pais."



Autor: Tammet, Daniel
Editora: Intrinseca
Categoria: Literatura Estrangeira / Biografias e Memórias
Acabamento : Brochura
Número de Paginas : 190

quinta-feira, 28 de março de 2013

A HOSPEDEIRA



O filme vai estrear nesta quinta feira nos melhores cinemas do Brasil. É uma otima dica para aqueles que são apaixonados por cinema(o meu caso). Estou ansioso para assistir. O filme foi dirigido por Andrew Niccol, tendo no elenco Saoirse Ronan e Diane Kruger.


SINOPSE

Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores. Suas mentes são extraídas enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.

Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade pela qual Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.

Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua incapaz de se separar dos desejos de seu corpo. Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida em uma espécie de exposição forçada. 
Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa pelo homem que ambas amam.


CRITICAS:
Library Journal 
“A hospedeira corresponde às expectativas de sua fama: combina ficção científica e romance de uma forma que nunca dera tão certo.”

Booklist 
“Com cenas inesquecíveis e perturbadoras que apontam questões fascinantes sobre distinções entre a essência da humanidade e seu corpo físico, é uma leitura arrebatadora.”

Publishers Weekly 
“Um thriller de ficção científica atormentador.”


A Hospedeira
Autor: Meyer, Stephenie
Editora: Intrinseca
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance

sexta-feira, 22 de março de 2013

CEILÂNDIA - UM FELIZ ANIVERSÁRIO


Em 1969, com apenas nove anos de fundação, Brasília já tinha 79 128 favelados, que moravam em 14 607 barracos, para uma população de 500 mil habitantes em todo o Distrito Federal. Naquele ano, foi realizado, em Brasília, um seminário sobre problemas sociais no Distrito Federal. O favelamento foi o mais gritante. Reconhecendo a gravidade do problema e suas consequências, o governador Hélio Prates da Silveira solicitou a erradicação das favelas à Secretaria de Serviços Sociais, comandada por Otamar Lopes Cardoso. No mesmo ano, foi criado um grupo de trabalho que, mais tarde, se transformou em Comissão de Erradicação de Favelas.


Foi criada, então, a Campanha de Erradicação das Invasões, presidida pela primeira-dama, dona Vera de Almeida Silveira. Em 1971, já estavam demarcados 17 619 lotes, numa área de 20 quilômetros quadrados, que, posteriormente, foi ampliada para 231,96 quilômetros quadrados, pelo Decreto 2 842, de 10 de agosto de 1988. Os lotes ficavam ao norte de Taguatinga, nas antigas terras da Fazenda Guariroba. Os lotes eram destinados à transferência dos moradores das invasões do IAPI; das Vilas Tenório, Esperança, Bernardo Sayão e Colombo; dos morros do Querosene e do Urubu; e Curral das Éguas e Placa das Mercedes, invasões com mais de 15 mil barracos e mais de 80 mil moradores. A Novacap fez a demarcação em 97 dias, com início em 15 de outubro de 1970.

Em 27 de março de 1971, o governador Hélio Prates lançava a pedra fundamental da então cidade-satélite de Ceilândia. Às 9 horas do mesmo dia, tinha início o processo de assentamento das vinte primeiras famílias da invasão do IAPI. Ceilândia, hoje, possui cerca de 398 374 habitantes (PDAD 2010/2011), e é a região administrativa de maior população do Distrito Federal. A padroeira da cidade é Nossa Senhora da Glória, cuja festa litúrgica se dá em 15 de agosto.


A cidade foi dividida originalmente em três grandes áreas: Ceilândia Norte, Ceilândia Centro, Ceilândia Sul e Guariroba (esses três primeiros, juntamente com parte da Guariroba, formavam o setor tradicional). Ceilândia, hoje, é subdividida em diversos outros bairros, como Setor "O", Expansão, P Norte, P Sul, QNQ e QNR, que, em sua grande maioria, são densamente povoados.

Com uma população de cerca de 400 mil habitantes, Ceilândia é considerada a região administrativa com maior influência nordestina no Distrito Federal. Tem uma economia forte, baseada principalmente no comércio e na indústria, e é considerada também um celeiro cultural e esportivo, por conta de sua riquíssima diversidade artística e pelos atletas da cidade que despontam no cenário nacional e mundial.

Ceilândia é a região administrativa com o maior número de comerciários do Distrito Federal (100 mil), possui uma população economicamente ativa de 160 mil pessoas e pode-se verificar também uma grande quantidade de feiras na região, como a Feira Central - a principal, exemplo de um empreendimento informal, pelo qual a cidade também pode se fortalecer.

BANDEIRA DA CEILÂNDIA
As chamadas "Estradas Parques" fazem a ligação rodoviária entre Ceilândia e Brasília. São três as vias de acesso: DF-085 (Estrada Parque Taguatinga (EPTG), ou "Linha Verde"), DF-095(Estrada Parque Ceilândia (EPCL), ou "Via Estrutural") e DF-075 (Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB). A rodovia federal BR-070, que margeia o setor norte da cidade, dá acesso aos municípios goianos de Águas Lindas de Goiás e Pirenópolis.

Ceilândia é servida por algumas estações do Metrô do Distrito Federal: Ceilândia Sul, Guariroba, Ceilândia Centro, Ceilândia Norte e Ceilândia. Outras duas encontram-se em construção. Há vários terminais de ônibus urbanos, de onde partem ônibus para várias regiões do Distrito Federal.

Embora as vezes passe por alguns problemas muita gente ama esta cidade e não trocaria Ceilândia por nenhum outro lugar. A cidade ainda tem muito que melhorar e com certeza ainda tem muito a ser feito. 

Meus parabéns a esta cidade que acolheu muitos pioneiros e continua acolhendo tantas e tantas famílias.